Home » Eixos de trabalho

#Formação

Para a garantia dos direitos à educação e à cultura para todos, ações de formação são fundamentais para fortalecer princípios e práticas que ampliem as possibilidades de inclusão. Tem como princípios a articulação entre estudo e pesquisa e o acompanhamento das práticas, o que possibilita a criação e a reflexão contínua sobre os modos de fazer. Desenvolve diferentes modalidades de formação (cursos, oficinas, seminários, palestras, etc.) para diferentes públicos, com distintas temáticas e que consideram diferentes realidades, contextos e demandas de seus parceiros. Nessa linha de atuação, a Mais Diferenças já elaborou mais de 50 cursos presenciais e à distância.

#Pesquisa e experimentação

A Mais Diferenças estuda, experimenta e sistematiza conhecimentos que alimentam todos os seus projetos. Além disso, tem longa experiência no desenvolvimento de estudos e pesquisas sobre inclusão e acessibilidade nas áreas de educação e cultura. Algumas dessas ações envolvem: realização de estudos quantitativos e qualitativos, desenvolvimento de metodologias, elaboração de manuais e apostilas em formatos acessíveis, criação de produtos educacionais e culturais inclusivos, realização e participação em formações e seminários, etc.

#Monitoramento e avaliação

Um dos principais aspectos da implementação de políticas, programas e projetos inclusivos envolve o acompanhamento contínuo das ações e dos resultados obtidos ao longo do processo para detectar oportunamente as ações bem sucedidas, as dificuldades e realizar os ajustes necessários. A atuação nessa área envolve: criação de estratégias de monitoramento e avaliação; desenvolvimento de metodologias e instrumentos de coleta e análise de dados e produção de recomendações para o aprimoramento de políticas, programas e projetos.

#Assessoria à gestão

A implementação de políticas inclusivas demanda mudanças nos princípios e nas estratégias de gestão, fortalecendo a perspectiva de não discriminação e inclusão de todos e alterando a visão que costuma segmentar áreas de conhecimento ou tipos de deficiência. As ações da Mais Diferenças nessa área envolvem: planejamento e assessoria para formulação e implementação de políticas; fortalecimento e construção de novos referenciais e mecanismos de gestão de recursos, pessoas e processos; articulação de diferentes setores, políticas, programas e projetos e monitoramento e avaliação dos processos, resultados e impactos.

#Acessibilidade

Para a eliminação de barreiras e a inclusão efetiva das pessoas com deficiência, com autonomia, é necessário que as questões de acessibilidade sejam consideradas de forma transversal em suas distintas dimensões. As ações nessa área são pautadas pelos princípios do Desenho Universal e envolvem: soluções para acessibilidade física, pedagógica, de comunicação e de informação; projetos arquitetônicos de adaptação dos espaços; desenvolvimento de materiais pedagógicos acessíveis; desenvolvimento de soluções acessíveis em educação e cultura inclusivas e acessibilidade de bens e produtos culturais (livros, exposições, cinema e espetáculos de teatro, dança e música) com o uso de diferentes recursos de acessibilidade - como LIBRAS, audiodescrição, material em Braille, mapas de acessibilidade, objetos tridimensionais, comunicação acessível, Tecnologia Assistiva, etc.

#Comunicação

A Mais Diferenças assessora a elaboração, a implementação e o acompanhamento de planos de comunicação que considerem a diversidade dos públicos e as demandas por acessibilidade e inclusão. Algumas dessas ações envolvem: desenho de estratégias de comunicação acessível para diferentes mídias e assessoria para desenvolvimento de produtos de comunicação acessíveis, como vídeos, livros, jornais, cartilhas, informativos, etc.

#Práticas pedagógicas

A educação inclusiva é compreendida como princípio que norteia todas as ações nos sistemas educacionais e escolas, desde a gestão nos seus diferentes âmbitos até as metodologias e materiais utilizados em sala de aula. A criação de práticas pedagógicas acessíveis e inclusivas é fundamental para a construção de redes de ensino e escolas que não discriminam e buscam equiparar as oportunidades de aprendizagens para todos. As ações nessa área envolvem pesquisa, desenvolvimento de metodologias, práticas pedagógicas e recursos educacionais inclusivos e acessíveis, articuladas ao acompanhamento escolar.